Sexta-feira, 31.10.08

Durante mais de uma hora, Mariana Ximenes respondeu a perguntas enviadas por leitores do GLOBO. Descalça, pernas cruzadas em lótus sobre a cadeira, ela desfilou particular entusiasmo para falar sobre sua carreira. Só apagou o sorriso num tema: os paparazzi.
Como é fazer uma personagem tão sofrida? São raras as vezes em que você não está chorando. Você deve sair do set esgotada...
MARIANA: Agora até deu uma amenizada, mas ainda está por vir muito sofrimento. É um personagem que tem muito conflito, foi composta assim. Já começa pelo fato de a mãe ter ido para a cadeia por assassinar o pai. Ela foi criada por outra pessoa, sem a figura paterna. É muito rica, as pessoas tentam deixá-la numa redoma, e ela não gosta de ostentação - até observa isso com olhar crítico. É conflito o tempo inteiro (risos)! A mãe biológica, com quem ela não teve contato, aparece, e começa o calvário, porque tudo no que ela acreditava sobre a mãe de criação - honestidade, etc - deve ser invertido. Veja: todo o sofrimento se justifica. A vida dessa menina é muito barra-pesada! Agora, isso enriquece um personagem e a história. Se não tem conflito, não tem dramaturgia. E tem paixão, como no namoro com Halley, que deu leveza. A Lara se apaixonou loucamente, sentiu tesão. E paixão transforma a vida de uma pessoa.
Você, de alguma maneira, se parece com a Lara, também é boazinha, ingênua?
MARIANA: Mas a Lara não é ingênua. Uma percepção equivocada. Ela tem atitude.
Há algo em comum entre vocês?
MARIANA: A ética. Gosto disso, especialmente porque hoje em dia os valores estão muito deturpados. É bom falar de ética, de valorização da família.
Como foi a construção de Lara e no que ela difere de Raíssa, de "América"? E como você faz para relaxar depois das gravações?
MARIANA: A Raíssa era uma menina também com muitos conflitos, mas que subiu o morro e entregou-se ao funk. A Lara enfrenta os problemas com equilíbrio e valores firmes. A Raíssa adorava ostentar. A Lara é um pouco como a minha geração, enfrenta os problemas. Nem terapia faz. Ela tem muita intuição. Por exemplo: o público já sabe que a bandida é a Flora, mas nenhum personagem sabe. Só a Lara que intui. Para relaxar, eu mergulho no mar. Limpa muita coisa. Isso é uma coisa que o paulistano não tem. Gosto também de fazer massagem e ter prazer, alegria e carinho nas horas vagas.
Quais são seus planos profissionais para depois de "A Favorita"?
MARIANA: Estou em busca de um projeto de teatro e sempre estou aberta a propostas de cinema.

Jornal O Globo



publicado por Tititi às 15:29 | link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 29.10.08

Mariana Ximenes disse que Lara, sua personagem em "A favorita", parece mais com Donatela (Claudia Raia), do que imagina. Assim como sua mãe adoptiva, Lara diz o que pensa. Aliás, esta questão, talvez seja uma das discussões da novela. O que vale e o que influencia mais? O laço de criação ou o sanguíneo?", disse a actriz.

A vida de Lara (Mariana Ximenes) não lhe pertence. Tudo em que a mocinha de “A favorita” acredita não existe de facto. Ela pensa que é órfã de pai, mas é filha de um cara que despreza, acha que a mãe adoptiva também está morta, mas Donatela (Claudia Raia) está viva... A pobre garota rica está mergulhada em mentiras.
— Lara ainda nem imagina que tudo o que a cerca é falso, mas se avaliarmos o comportamento dela ao “descobrir”  que Donatela era a verdadeira assassina, ela reagiu muito bem. Parando para analisar, acho até que chorou pouco... — brinca Mariana Ximenes, que acredita que o maior baque de sua personagem vai acontecer quando ela souber que Halley (Cauã Reymond) engravidou Céu (Deborah Secco): — Depois da gravidez, ela vai viver um drama por achar que Halley é irmão dela.
As mentiras da vida de Lara:

  • Lara acha que sua mãe adotiva morreu e sofre por isso, mas Donatela está viva.
  • A moça se sente culpada por não retribuir o amor de Flora (Patrícia Pillar), que na verdade a odeia e é uma assassina.
  • Ela pensa que seu pai é Marcelo (Flávio Tolezani), que foi assassinado. Na realidade, Lara é filha de
  • Dodi (Murilo Benício), um homem que ela despreza.
  • Completamente apaixonada por Halley, Lara nem imagina que o namorado seja o pai do filho que Céu espera. E, quando souber que ele é filho de Marcelo, ficará desesperada, pensado ser irmã de Halley.
  • Lara venera Gonçalo (Mauro Mendonça) e Irene (Glória Menezes), mas, na verdade, a jovem não é neta legítima dos dois.
  • A menina ainda acha que é rica, mas na realidade não é herdeira de fortuna alguma. Como Lara não é uma Fontini, ela não tem direito ao dinheiro da família.

Jornal Extra



publicado por Tititi às 15:33 | link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 22.10.08

Na sua edição de aniversário, a revista Gloss promoveu um ensaio com famosos assoprando as velinhas de um ano. Alguns acabaram se empolgando, como Mariana Ximenes, que literalmente enfiou a cara no bolo.

O humorista Rafael Cortez, do programa CQC também ousou e devorou o bolo usado as mãos Já Bruno Gagliasso foi mais contido, e fez fotos em uma cozinha, "batendo" uma tigela de massa. O ator conta que passou por uma lipoaspiração após o fim da novela Chiquititas.

A parte "sexy" do ensaio ficou por conta das actrizes. Deborah Secco e Carolina Dieckmann se lambuzaram de chantilly; Paola Oliveira acabou encostando o nariz no doce; já Thais Araújo equilibrou um bolo sobre a cabeça ao assoprar a velinha e Letícia Birkheuer foi fotografada saindo de dentro de um bolo de aniversário.

Já Débora Falabella fez cara de assustada ao derrubar o seu no chão, enquanto Mariana Ximenez desabou sobre seu bolo, afundando o rosto no creme.

Famosas com o nosso bolo de aniversárioFamosas posam com o bolo de aniversárioFamosas posam com o bolo de aniversário



publicado por Tititi às 16:10 | link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 21.10.08

Fotos da Mariana Ximenes como Lara em A Favorita!

Divulgação, Renato Rocha Miranda / TV Globo



publicado por Tititi às 20:17 | link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 16.10.08

Isabela Kassow / Agência O DiaMariana Ximenes em dose tripla na TV: ‘Chocolate com Pimenta’, ‘Cobras e Lagartos’ e ‘A Casa das Sete Mulheres’. Quando se deu conta de que estava no ar em três produções ao mesmo tempo e há quatro anos sem férias, a atriz decidiu que 2007 seria o seu ano sabático e tirou o time de campo para descansar a imagem: “Precisava de um tempo. Tive que puxar o freio de mão”.

Um ano depois e com saudades de entrar em cena, Mariana voltou ao horário nobre em ‘A Favorita’, no papel da mocinha Lara. A geóloga rebelde é alvo da disputa entre a mãe biológica, Flora, vivida por Patrícia Pillar, e a de criação, Donatela (Claudia Raia). “Lara está constantemente na busca da identidade dela. É uma estudante ética, franca, sem vaidade e que renuncia a todo esse poder e riqueza que envolve a sua família”, define Mariana, 27 anos, seis a mais do que sua personagem na trama de João Emanuel Carneiro.

Sem nunca ter cursado faculdade por conta da profissão de actriz,  Mariana Ximenes teve que correr atrás para conhecer o mundo novo’ explorado por Lara. “Estive no Museu de Geociências da USP (Universidade de São Paulo) e freqüentei aulas de Geologia na PUC”, conta ela, emendando em sua trajetória: “Comecei a trabalhar com 15 anos, vim morar sozinha com 17 anos e não fiz faculdade. Fui uma jovem atípica. Então, precisava entender essa atmosfera, de pessoas que vão às aulas e voltam de ônibus para casa, saber sobre geleiras, condições climáticas, fósseis e origens. Fui começando a entender o encantamento da profissão”.   Também para a novela, Mariana vai gravar cenas explorando cavernas na Bahia e essa é uma das partes que mais lhe agrada. “Estou supercuriosa para essa viagem porque adoro lugares paradisíacos. A natureza me encanta. Fiz curso avançado de mergulho em Fernando de Noronha e já mergulhei no México, na Jamaica e em Cuba”, enumera ela, toda orgulhosa.

Isabela Kassow / Agência O DiaEm 10 anos de carreira, a ‘queridinha de todos’ coleciona em seu currículo um leque de autores (Walcyr Carrasco, Glória Perez, Carlos Lombardi, Euclydes Marinho e Maria Adelaide Amaral, entre outros) com quem já trabalhou e pode ser considerada uma das poucas actrizes da Globo ‘fora de panela’.

“Acho isso um barato porque cada um tem uma forma de escrever diferente. Fico feliz de estar experimentando cada um”, diz com modéstia, antes de justificar porque todos querem Mariana Ximenes. “Tenho muito apreço pelo meu ofício, gosto muito de trabalhar e acho que esse tesão passa através das câmeras. Para mim não tem tempo ruim”, decreta.

E não tem mesmo. Para esta entrevista, marcada às 14h no Projac (complexo de estúdios da Globo), Mariana chegou às 21h (com sete horas de atraso) por conta das gravações. Envergonhada, pediu mil perdões, mas, cheia de disposição e muito bom humor, iniciou a sessão de fotos e entrevista, que se estendeu até as 23h. No dia seguinte, ao meio-dia, a atriz já estava de volta ao estúdio para a festa de lançamento da novela com novas entrevistas e fotos.“Procuro sempre ter ética no dia-a-dia. Tenho valores de respeito, justiça. Parece até chato falar isso, mas é importante ter educação, falar ‘por favor’, ‘obrigada’. Preocupo-me com os outros, divido a minha comida, se precisar. E isso não é nada montado, sou assim desse jeito”, afirma.

Ciente de seu perfil boazinha, Mariana não pensa duas vezes nem se lembra de características físicas ao responder o que gostaria de modificar em si mesma: “Quero aprender a dizer mais ‘não’, com sabedoria e delicadeza. Para mim é difícil”, confessa a atriz, que tem como contribuição para sua boa imagem o fato de nunca ter feito uma típica vilã na TV. “Nunca fiz uma Odete Roitman”, brinca ela, escolhendo o perfil que gostaria.

Apesar de se considerar bem-humorada, Mariana sai do sério quando se depara com injustiça e falta de educação. Trânsito também tira o meu bom humor, mas tento ouvir uma música boa para me distrair. Ah, e obra. Obra me irrita e põe à prova um casamento”, garante. Casada há sete anos com Pedro Buarque de Hollanda, sócio da Conspiração Filmes e 15 anos mais velho do que ela, Mariana não acredita na famosa crise dos 7 anos do casório. “Por enquanto não tem nada disso. Mas, se vier, já estou preparada com o meu boxe. Espero que não chegue para mim, mas existe terapia, né?”, diz a actriz, que, para manter seus 48kg em 1,63m, faz exercícios com personal trainer três vezes por semana e boxe duas vezes.

Neste ano em que esteve fora da TV, Mariana rodou dois longasmetragens, fez aulas de Filosofia, cursos de interpretação com José Celso Martinez Corrêa, um dos maiores diretores de teatro do país, Sergio Pena (preparador de elenco de ‘Carandiru’ e ‘Chega de Saudade’) e passou a freqüentar encontros na CUFA (Central Única das Favelas). “Fui a um show do MV Bill e depois fui falar com ele que estaria ali para ajudar, se ele precisasse. Dois anos depois, ele me ligou. Expliquei que não poderia dar aulas porque não sou professora, mas poderia trocar experiências. E é isso que estamos fazendo. Ouço a carga emocional e as histórias de cada um, o lado humano”, conta.

Além de estudar, Mariana aproveitou para matar saudades de sua família materna, de Sobral, no interior do Ceará, e organizou um festão com churrasco e forró. “Tenho mais de 40 primos de sangue. Até a minha avó dançou. A noite me preencheu a alma porque eu tive tempo”, conta, emocionada. Apesar do sangue nordestino, Mariana brinca que é branquela, sem cabeça chata e orelha de abano: “Tenho a raça e o forró no pé”. Sair à noite, mesmo com a presença de paparazzi, também faz parte dos programas prediletos da actriz: “Não vou me privar de fazer o que gosto, mas estou sempre ligada”.

Fonte: Maringá FM



publicado por Tititi às 21:41 | link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Terça-feira, 14.10.08

Este é um vídeo do programa Video Show em que Mariana e Cláudia mostraram os seus álbuns com os momentos mais importantes das suas vidas!



publicado por Tititi às 19:46 | link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 09.10.08

 - Foto: Marcos Rosa - 1 - Foto: Marcos Rosa - 2

Ela estava de vestido, salto alto, toda maquiada e, assim mesmo, por conta própria, entrou numa banheira vazia de um hotel, em São Paulo, idéia dela para algumas fotos desta reportagem. Mariana Ximenes, 27 anos, é assim. Pronta para um evento da Givenchy, na quinta-feira (25), sugeriu poses, com sua voz doce, mas firme, sem se afobar, totalmente dona da situação, apesar de estar correndo contra o relógio para não se atrasar em seu compromisso. ''Imagine se alguém me achar aqui, desse jeito, na banheira do (hotel) Fasano...'', diverte-se. E durante toda a conversa que teve com Contigo! sobre truques de beleza, mostrou que bom humor é mesmo seu grande segredo de beleza. Ela é absurdamente linda e alegre. ''Acho que temos de ter alto-astral o tempo todo, senão nada funciona. Tenho muita energia (risos)! Já chego, arrumo, puxo. Eu não consigo ficar parada'', ensina.
Mariana diz conviver bem com a falta de rotina típica de sua profissão. Agora, por exemplo, ela vive um período agitado por causa das gravações da novela A Favorita, da Globo. Na trama ela encarna a jovem Lara, um dos personagens centrais da história escrita por João Emanuel Carneiro, 36. No dia desta entrevista, a actriz pegou a ponte-aérea às 8h30, desembarcou em São Paulo, fez as unhas no salão do cabeleireiro Evandro Ângelo antes de chegar ao Hotel Fasano, às 12h36, e saiu pouco mais de duas horas depois, de volta ao Rio de Janeiro. Ela tinha gravação a partir das 17h30, no Projac, sem hora para terminar.

Menu regrado
Apesar da agenda imprevisível, ela é disciplinada. ''Eu me alimento superbem, sempre tiro a maquiagem antes de dormir, uso protetor solar, bebo muito líquido e procuro dormir bem'', resume. Para não descuidar da alimentação, leva marmita para o trabalho. ''Como de tudo, incluindo carne. Mas gosto de ter a minha comida. Como frango sem hormônio e verduras sem agrotóxico'', explica.
Além dos alimentos saudáveis, ela adora beber água-de-coco durante o dia e um suco feito de couve, inhame e salsinha, entre outros ingredientes, todas as manhãs.
São nas pequenas atitudes que a atriz mantém seu corpo saudável. Mariana estava, por exemplo, comendo uvas quando chegamos para a entrevista. Mais tarde, tomou suco de frutas em vez de comer os docinhos disponíveis no evento.

Malhação sem hora
Ginástica é uma actividade flexível em seu dia-a-dia. ''Não sei muito dos meus horários, então nunca dá para ter uma coisa fixa. Quando estou gravando, não consigo fazer exercício porque não dá tempo. Mas, sempre que posso, dou uma alongada ou corro na praia'', conta. Às vezes, chama uma professora em casa. Mas confessa que nem sempre consegue fazer a aula. ''Muitas vezes ela chega e eu não tenho condições. Ou decoro o texto ou durmo. E olha que eu forço a barra porque tenho muita energia.'' Apesar disso, não cria cobranças ou culpas. ''Vivo com a compreensão das pessoas (ela sorri), desmarcando horários e remarcando, sabe?! Quem trabalha com ator tem que ser flexível. Comigo são supercondescendentes (risos).''
Seu único excesso ligado à beleza e ao bem-estar são as massagens. ''Adoro, todos os tipos: shiatsu, reflexologia. Faço muito. E acupuntura também.''

Contra o choro
''Choro muito na novela, então faço compressa de chá de camomila gelado no olho, sobretudo quando acordo. Algumas vezes, repito quando chego em casa. Estamos gravando bastante, então é muito choro. Meu olho fica inchado'', revela. Mariana diz que também usa uma dica dada por Claudia Raia: molhar o rosto com água gelada para neutralizar a expressão.
Outros truques são espirrar água termal para refrescar a pele e não sair de casa sem filtro solar. Ela só toma sol quando precisa para compor uma personagem, mas dá preferência às primeiras horas do dia (menos prejudiciais).
Quando não está trabalhando, a actriz é adepta do visual ''cara lavada''. ''Como uso muita maquiagem todos os dias, procuro poupar um pouco a minha pele. Gosto de passar um protector labial que tenha um pigmentozinho e pronto. Também sou viciada em curvex. Mas prefiro não abusar da minha pele e dos meus cílios'', diz. Se o programa for uma saída noturna, Mariana inclui um rímel no make e um blush. ''Para dar uma levantada'', ensina. E ainda confessa que, apesar de ser uma mulher independente, ouve, sim, a opinião do marido (o produtor de cinema Pedro Buarque de Hollanda, 42). ''Eu gosto de perguntar. É sempre uma opinião masculina de uma pessoa que gosta de você. Ele dá palpites sempre coerentes. É um homem que dá para perguntar'', revela, sem crise.

Postura diante da vida

Apesar de todos esses truques, a atitude positiva da actriz é, provavelmente, o maior trunfo de sua beleza e naturalidade. ''Percalços acontecem e a gente tem que estar atenta para não sair do eixo'', ensina Mariana, que também evita criar neuras com a aparência. ''Tudo tem seu tempo. Daqui a pouco, obviamente, não vou poder fazer uma garota de 20 anos. Envelhecer traz experiência'', acredita.

Contigo!

 - Foto: Marcos Rosa - 0



publicado por Tititi às 22:06 | link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 06.10.08

Hoje às 22:50 descobre-se em A Favorita que a nossa actriz do mês é filha do actor do mês, ou seja, Lara é filha de Dodi e não de Marcelo, portanto Lara e Halley (Cauã Reymond) não são irmãos!



publicado por Tititi às 19:34 | link do post | comentar | favorito

Domingo, 05.10.08

 - Foto: Zé Paulo Cardeal / Tv Globo - 3Mariana Ximenes, 27 anos, encontrou uma rara folga entre as gravações da novela A Favorita, da Globo, e viajou a São Paulo para participar do quadro Meu Cantinho (vai ao ar em 4 de outubro) do programa Estrelas, comandado pela apresentadora Angélica, 34. O lugar escolhido foi o Colégio Marista Arquidiocesano, no bairro da Vila Mariana, onde a atriz estudou dos 8 aos 19 anos. Assim que chegou, Mariana foi cercada por um grupo de estudantes e distribuiu autógrafos. Depois, percorreu de mãos dadas com as crianças os corredores do prédio em estilo neoclássico da tradicional escola paulistana, que celebra seu 150º aniversário de fundação, e exclamou: ''É lindo! Eu ficava encantada porque estudava em um colégio muito bonito''.

Certinha
Bem-humorada, a intérprete da personagem Lara revelou que fazia o tipo certinha. Entre as histórias do passado, contou que presidiu o grêmio que organizava os eventos esportivos e culturais do Arquidiocesano, participava de campanhas internas, e escrevia para o jornal da escola, principalmente dos 12 aos 13 anos: ''O colégio era rígido e eu não cabulava as aulas, era muito disciplinada''.
Sobre os primeiros namoros, assunto típico nas conversas a respeito da adolescência, Mariana confessou que não dava moleza para os meninos do colégio, mas namorava fora.
Enquanto caminhava, a actriz reviu Jussara Mendes, que foi sua professora de geometria, e ambas falaram sobre a época em que Mariana foi eleita Rainha do Clube. Além de Jussara, ela reencontrou o porteiro Cláudio dos Santos, apelidado de Eddie Murphy.

Estreia no palco
No ginásio de esportes, Mariana, que jogou basquete dos 8 aos 16 anos, não resistiu. Arriscou alguns arremessos e, cheia de estilo, acertou o terceiro. Foi no Arquidiocesano também que ela teve seu primeiro contacto com o palco, com um grupo de teatro. ''É um momento nostálgico'', afirmou.

 - Foto: Zé Paulo Cardeal / Tv Globo - 0 - Foto: Zé Paulo Cardeal / Tv Globo - 2 - Foto: Zé Paulo Cardeal / Tv Globo - 4 - Foto: Zé Paulo Cardeal / Tv Globo - 1Contigo!



publicado por Tititi às 20:16 | link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 03.10.08

Alta IntensidadeAlta Intensidade

É o meio da tarde de um dia ensolarado e quente em São Paulo. Estou em casa revisando minhas anotações sobre a carreira de Mariana Ximenes, com quem me encontraria no fim da tarde para uma entrevista antes da sessão de fotos no estúdio de Bob Wolfenson. Os números parecem superfaturados: dez anos de estrada, nove novelas e duas minisséries globais, oito filmes e mais participações especiais em Os Normais, A Grande Família e Brava Gente. Quem passa os olhos pelo currículo pensa que se trata de alguém com muito mais do que 27 anos, que a actriz completou em abril. Eis que o telefone toca interrompendo minha leitura. A redação informa que Mariana ligara para avisar que estava atrasada e pedia que eu a encontrasse mais tarde. Mariana é uma das estrelas de primeira da emissora mais constelada do país, casada há sete anos com Pedro Buarque de Hollanda – da família de Sergio, Miúcha, Chico, Heloísa – e um dos sócios da produtora Conspiração Filmes, uma máfia (do bem) do cinema nacional. Tem tudo para sofrer da síndrome do século 21: sentir-se tão celebridade a ponto de não dar satisfações. Mas ela se desculpa.

Três horas depois do combinado a actriz chega ao camarim na Vila Leopoldina, em São Paulo, abrindo um sorriso, repetindo "boa noite, boa noite" e saudando com "salve, salve" todos da equipe. "Morro de dó de me atrasar porque, assim como me respeito muito, respeito os outros também. Mas certas coisas não têm controle", me diz, enquanto se acomoda na cadeira para a maquiagem. Já se vão 12 horas desde que o dia começou, às 7h, com gravações de A Favorita, e Mariana está ligada no 220 w – ainda que os gestos e a voz sejam calmos. "Tento nunca perder o bom humor e sou cheia de energia", explica. Talvez para indicar que é sempre acesa e iluminada, leva no pescoço um pingente em forma de minilâmpada preso a uma corrente de ouro rosa, da designer de jóias Francisca Botelho. Lara, uma das personagens centrais da trama da novela de João Emanuel Carneiro, entra para a lista das inúmeras heroínas às quais Mariana emprestou o rosto de boneca e a pele de porcelana. Os cabelos estão tingidos de um loiro mais claro do que o tom original, acinzentado, e as unhas estão curtinhas e ao natural. "Ela é estudante de geologia, não pode pintar as unhas de vermelho", nota. É justamente pelo esmalte das mãos e dos pés que começa o ritual de transformação de Mariana-vida-real em Mariana rock-glam-punk para as páginas de ESTILO. Por causa da personagem – no dia seguinte grava e não tem tempo de se livrar de uma cor forte –, o esmalte escolhido é nude. Ao ver Nilza, a manicure, se aproximar, Mariana abre um enorme sorriso, diz "Nilzinha, que bom que você vai cuidar de mim" e a cumprimenta com um beijinho. A manicure a conhece de outros trabalhos. Traz de presente uma base fortificante de ginseng e chá verde, da Colorama, que Mariana agradece e ajeita dentro da bolsinha de couro cru Mulberry. Junto com a jóia Francisca Botelho, a marca inglesa confirma que a atriz em termos fashion já saiu do bê-á-bá.

Mariana vem conquistando uma imagem tão sólida quanto sua carreira. Ficam para trás as roupinhas semiripongas, o cabelo longo repicado com franjinha e as bochechas mais redondas da pós-adolescência. Entram em cena um corpo esculpido à custa de aulas de ginástica e boxe – com zero de barriga, o que deixa as produtoras da foto de queixo no chão – e marmitas, que ela leva ao Projac para manter a linha durante as gravações, um rosto de traços fortes e um guarda-roupa com peças de Alexandre Herchcovitch, Reinaldo Lourenço, Gloria Coelho, Giselle Nasser, de quem, além de cliente, é amiga. O figurino du jour é vestido verde-musgo em linha trapézio e com decote V nas costas, Huis Clos. E os sapatos boneca? "Marc Jacobs", ela responde em tom de confissão e com cara de criança que aprontou, feliz, alguma coisa. "É que eu calço 34 e é muito difícil encontrar sapatos no meu número", justifica. Nos últimos tempos Mariana tem sido fotografada usando look total preto, principalmente vestidos, e a cor faz com que ela cresça e apareça. "Viajo muito, por isso gosto de algo prático, daquelas roupas que a gente enfia e está pronta", revela. "Mas sou mulher, gosto de admirar um belo vestido, curtir um caimento bonito."

Quando Bob Wolfenson entra na sala de maquiagem ela dispara: "O que vamos fazer hoje?" Diferentemente de muitas actrizes que têm seus 15 minutos de modelo, Mariana não quer saber que roupa vai vestir. Está interessada em que personagem vai interpretar – como se as lentes do fotógrafo fossem as mesmas das câmeras espalhadas pelos estúdios da TV Globo. A equipe sugere um aplique loiro platinado, desfiado em forma de Chanel rebelde. "Vam’bora", diz ela, animada, numa prova irrefutável de que é disponível para o que o roteiro encomendar. "Não sou apegada à minha imagem", confirma.

Ao longo da carreira raspou as sobrancelhas, tingiu os cabelos de ruivo e de preto, oxigenou as madeixas, tosou curtíssimo, usou aplique. Para a comédia A Mulher do Meu Amigo, terceiro longa de Claudio Torres, que estréia nos cinemas em novembro, ela aparece de longos castanhos para viver Renata, a filha mimada de Augusto (Antônio Fagundes) e casada com Thales (Marcos Palmeira). "O que o personagem pedir tô fazendo. Meu visual é o do momento. E quando estou ‘à paisana’ sou o mais natural possível", diz. Por natural entenda que ela tenta não pôr muita tinta nos cabelos e procura ater-se ao kit mínimo de beleza: protector solar e labial. No máximo uma máscara para os cílios e um corretivo. "Na balada de trabalho a pele e o cabelo são bem sacrificados. Então prefiro poupá-los no dia-a-dia." Mariana reconhece de longe, na bancada lotada de batons, sombras e afins, o estojo Laura Mercier. E pergunta ao maquiador Max Weber onde ele conseguiu comprá-lo, porque ela precisa reabastecer o nécessaire. "Esse produto é maravilhoso, sempre indico para as minhas amigas. Você tem que experimentar", me diz ela, aconselhando o tom SC2, o mesmo que ela usa para apagar olheiras. Quando me dou conta, estamos as duas sendo maquiadas e eu me sinto num dia de beauté com minha amiga de infância. Não é só o visual que a actriz entrega ao personagem. Um dos prazeres da profissão, ela descobriu logo cedo, é experimentar tudo aquilo que a Mariana Ximenes real, nascida em São Paulo, filha de um procurador de Justiça e de uma fonoaudióloga, talvez jamais tivesse chance de provar. Foi com os livros de Monteiro Lobato, lidos pelo pai, que ela decidiu ainda menina que gostaria de viver histórias. "O actor conhece lugares e visita diferentes comportamentos humanos, explora universos. Isso abre janelinhas dentro de você e você amadurece", diz. Para interpretar Lara Mariana frequentou a sala de aula e cavou o raciocínio e o comportamento de uma menina que estuda na Universidade de São Paulo. Embora jure que não leva o personagem para casa, a actriz sofre sim a dureza de se vestir de outra pessoa. Outro dia, numa cena com Claudia Raia, sua mãe adoptiva na ficção, viu-se obrigada a xingá-la de assassina, psicopata. "Se eu tiver que chorar, sinto o sofrimento, não finjo nem interpreto. Gosto de viver a cena por inteiro, de verdade." O iPod tem sido sua maneira de acalmar as emoções à flor da pele. Mas nem a música ao pé do ouvido é capaz de abafar uma frase da personagem Karina, interpretada em A Máquina, a única fala da carreira que a atriz não deixou no camarim e que a escritora Adriana Falcão parece ter feito sob medida para Mariana à paisana: "Se eu não quiser ser para sempre um arremedo de gente, gastando meus arremedos de dia numa vida arremedada, tenho que ir embora porque é somente lá no mundo que tudo acontece de verdade", recita.

"Ela é muito intensa", define a chef Morena Leite, amiga de Mariana há sete anos. "Nada com ela é mais ou menos." As duas se conheceram num jantar por meio de um amigo comum que havia acabado de se mudar para o Rio para trabalhar na Conspiração Filmes. Morena voltaria a São Paulo no dia seguinte, mas Mariana não deixou. Bolou um jantar na casa dela e ambas passaram o dia comprando os ingredientes dos pratos: lagosta com abacaxi, cuscuz marroquino, que Val, a fiel escudeira do casal Ximenes-Buarque de Hollanda, ajudou a preparar. "Ela estudou as receitas, arrumou os candelabros, produziu a mesa e as flores. Costuma fazer uma imersão na história da comida, quer entender os ingredientes e é boa de garfo", completa Morena. No cardápio do Capim Santo, restaurante de culinária brasileira contemporânea da qual Morena é chef, o tartare de atum e pérolas de tapioca foi criado numa tarde de conversa com a actriz. E o pudim de tapioca ganhou a apelido de "pudim da Mari". Morena declara que foi "amor à primeira vista" e Mariana diz que elas são "irmãs de alma". "Amigos são a família adquirida e dou muito valor a eles, porque me apoiaram quando cheguei sozinha ao Rio aos 17 anos", lembra-se.

Contrariando a lenda que diz que cariocas – da gema ou por opção – não recebem em casa, Mariana abre as portas para ceias de Natal e almoços de Páscoa. "Ela é uma excelente dona-de-casa, um misto de estrela de Hollywood com quebra-galho da oficina", diz Claudio Torres, filho de Fernanda Montenegro e irmão de Fernanda Torres. Amigo de Pedro e sócio da Conspiração, Claudio teve a chance de ver o lado anfitriã de Mariana em ação inúmeras vezes, no apartamento do casal ou na fazenda da família. Numa dessas estadas na fazenda Mariana era a única mulher entre seis homens da produtora. A luz acabou e foi ela quem correu até a cidade atrás de alguém para dar um jeito no problema.

"Mariana vai ser sempre bonita, mas o talento e a capacidade de trabalho vão levá-la muito longe e vão permitir que não tenha problemas em envelhecer como actriz", constata Claudio, que pôde dirigi-la em A Mulher do Meu Amigo. O filme foi o primeiro trabalho de velhos amigos. "Ela é como a minha mãe: começou a trabalhar cedo, não veio de família nobre e se fez com o próprio trabalho. Vejo nas duas o mesmo foco, a mesma concentração, o mesmo entendimento de que a cena é um momento de explosão." Junto com Liv Ullman, de quem o livro Mutações é bíblia para Mariana, Fernanda Montenegro é ídolo. "Ambas são actrizes, mas também mulheres. Tiveram filhos, viveram a vida, envelheceram lindamente e, como elas, quero chegar aos 70 anos no palco", diz. Mariana vai descobrir aqui nestas páginas que Claudio vê nela justamente uma futura Fernanda. Por enquanto estamos aqui no estúdio. A actriz acabou de enxergar o primeiro look: regata e jaqueta metalizada Ellus, sandálias de salto Arezzo. "Vamos começar", diz ela, dançando ao som electrónico que tomou conta do lugar. São quase 11 da noite. Amanhã, às 9h, ela já estará na ponte aérea de volta para o Rio. No último minuto me lembro de pedir um autógrafo para minha irmã adolescente. "Ah, por que ela não veio?", ela me pergunta enquanto escreve "Anamaria, tudo de bom, Mariana Ximenes 2008", rápida e profissional. Só então me lembro de que estou diante de uma estrela do século 21. E a essa altura ela já escapuliu e está sobre o palco fazendo caras e bocas para Bob Wolfenson.

Alta IntensidadeAlta IntensidadeAlta Intensidade



publicado por Tititi às 15:26 | link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Passione atinge o 100º ca...

Totó vai comandar os seus...

Hoje foi apresentada Pass...

Novas fotos de gravações ...

Gravações de Passione com...

Passione: novela brasilei...

Vale a pena ver de novo

Os Melhores do Ano 2008!

Quem está à um tempo sem ...

Slide de Halloween!

comentários recentes
Tudo umas puta cretinas tinham é sim, que mamar em...
DO ATOR, EU SÓ GOSTO, MAS DAS MULHERES TESUDAS DA ...
UM VERDADEIRO TESÃO IRRESISTIVEL DE MULHER, ESSA T...
UMA TESUDAS IGUAL FEITO CUMU QUÉSSA DAI DOS FLÁVIA...
Essas mina, os ai de manueles das monti , como atr...
CA PRA NÓS, ESSA MANUELA DO MONTE, UMA DAS PIORES ...
SER DE UMAS BELAS MORENAS AI COMO ESSA MANUELA DE ...
TEU COMENTÁRIO TAR MUITOS FRAQUINHOS MEU AMIGUINHO...
MAS QUE MORENA DELICIOSA ESSA PRISCILA FANTIL MESM...
ESSA TESUDA MALUCA BELEZAS DA PRISCILA INFANTIL, T...
mais comentados
arquivos

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

links
Actores eleitos


tags

a favorita

alessandra negrini

alexandre borges

alinne moraes

ana paula arósio

antónio fagundes

ary fontoura

beleza pura

belíssima

bruno gagliasso

caco ciocler

camila pitanga

camila rodrigues

caminho das índias

caras e bocas

carmo dalla vecchia

carnaval

carolina dieckmann

carolina ferraz

cauã reymond

christiane torloni

christine fernandes

ciranda de pedra

cláudia abreu

claudia jimenez

cláudia raia

cléo pires

cobras & lagartos

dalton vigh

daniel de oliveira

daniele suzuki

danielle winits

débora falabella

deborah secco

desejo proibido

duas caras

edson celulari

elizabeth savalla

eterna magia

fábio assunção

fernanda lima

fernanda machado

fernanda montenegro

fernanda paes leme

fernanda vasconcellos

flávia alessandra

gianecchini

giovanna antonelli

glória menezes

grazi massafera

gustavo leão

henri castelli

ísis valverde

josé mayer

juliana paes

kayky brito

lázaro ramos

letícia birkheuer

lília cabral

malu mader

malvino salvador

manoela do monte

marcello antony

marcelo novaes

marcos pasquim

mariana ximenes

marjorie estiano

max fercondini

miguel falabella

murilo benício

murilo rosa

nathalia dill

negócio da china

nívea stelmann

o profeta

páginas da vida

paola oliveira

paraíso

paraíso tropical

passione

patrícia pillar

paula burlamaqui

pé na jaca

priscila fantin

rafael almeida

reynaldo

rodrigo hilbert

rodrigo phavanello

sete pecados

sic

suzana vieira

taís araújo

tarcísio meira

thiago lacerda

thiago rodrigues

tititi

tony ramos

viver a vida

vivianne pasmanter

wagner moura

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds